Atração e Retenção da População Inativa nos Ginásios

Atração e Retenção da População Inativa nos Ginásios
Atração e Retenção da População Inativa nos Ginásios

9 Julho 2024 | Administração

9 Julho 2024 | Administração

O setor da saúde e fitness precisa de inovação para atrair os cerca de 73% da população que não pratica atividade física regularmente. Anualmente, os ginásios veem um aumento nas inscrições em janeiro, mas logo voltam ao normal, já que muitos dos novos inscritos desistem devido a sentimentos de fracasso ou vergonha.

Quem são os 73%? Segundo o último Eurobarómetro sobre desporto e atividade física, apenas 18% dos portugueses fazem exercício físico com alguma regularidade, 4% fazem-no regularmente e 5% raramente. Estes números são preocupantes, indicando a falta de sucesso em manter a população regularmente ativa.

Estes resultados estão alinhados com pesquisas que mostram que os objetivos idealizados nas resoluções de ano novo muitas vezes têm o efeito oposto, fazendo os novos praticantes de exercício físico e frequentadores de ginásio desmotivarem mais rapidamente e levando à desistência.

Efeito Boomerang

Para abordar isto, é necessário entender o Efeito Boomerang.

As metas idealizadas juntamente com muitas outras estratégias populares de mudança de comportamento e rotinas promovidas pela indústria do fitness muitas vezes levam os iniciantes a desistirem rapidamente.  As pessoas sentem-se brevemente motivadas a entrarem no ginásio e a começar a treinar, mas logo em seguida desistem, distanciando-se ainda mais da atividade física.

A indústria fitness perpetuou involuntariamente este padrão. A pandemia de COVID-19 forçou a indústria fitness a repensar as suas estratégias, destacando a necessidade de uma mudança profunda. Alguns ginásios mal sobreviveram, enquanto outros fecharam as portas. As opções online tornaram-se um salva-vidas para alguns e até mesmo um benefício para outros. 

Mas independentemente da situação do negócio, a COVID trouxe à indústria fitness um momento de reflexão crucial. Foi na verdade uma oportunidade, pois este novo panorama permitiu ver com novos olhos o que não funciona e o que nunca funcionou, e pensar em como podemos agir de forma diferente para finalmente começarmos a atingir os nossos objetivos.

Espiral da Vergonha

Evitar a Espiral da Vergonha é crucial. Muitas pessoas têm experiências negativas com o exercício, o que as impede de se envolverem de forma consistente. Mudar o foco de séries e repetições para mentalidades flexíveis pode ser a chave. O foco na perfeição e na dor (“no pain no gain”) pode desencorajar a maioria das pessoas, enquanto que uma abordagem mais flexível promove melhor o envolvimento e a satisfação a longo prazo.

Para fazer esta mudança, é necessário primeiro mudar a nossa própria mentalidade. Precisamos adotar estratégias flexíveis e encorajar todas as formas de atividade física, mesmo as mais curtas ou leves. Devemos eliminar a ideia de que apenas o treino intenso é válido e substituí-la por uma abordagem mais inclusiva e alegre.

A verdade é que a maneira como a indústria tradicionalmente comunica a prática do exercício e as “maneiras certas” de o fazer criou uma mentalidade do tipo “tudo ou nada”. Esta comunicação não acontece apenas no ginásio, mas em toda a jornada do consumidor, por exemplo, marketing, integração, design do ginásio, conversas com personal trainers, etc.

Esta mentalidade do “tudo ou nada” não funciona para os 73%. Pior, desanima e desestimula. Apesar das melhores intenções, as estratégias frequentemente usadas – séries e repetições prescritas, defesa de estratégias promotoras da perfeição como formação de novos hábitos, metas SMART – configuram os 73% para o fracasso. A cultura predominante da indústria cultiva um pensamento rígido e metas irreais que facilmente resultam em vergonha, autoculpa e desistência.

Pode parecer contraintuitivo, mas as pesquisas recentes mostram que ao fazer menos gera-se melhores resultados. Dar permissão para a imperfeição quando se trata de exercícios, em vez de tentar seguir planos ou metas rígidas, na verdade prevê melhor envolvimento a longo prazo e até mesmo manutenção do peso corporal. Isto também se aplica à alimentação saudável.

“Substituir a mentalidade do tudo ou nada por uma mentalidade flexível preparará melhor os 73% para o sucesso.”

 

O pensamento flexível permite que as pessoas sejam ágeis para atender às mudanças e imprevistos não planeados no seu dia que entram em conflito com o treino planeado. Permite que elas permaneçam no bom caminho inventando uma estratégia alternativa que ainda lhes traga alguns dos benefícios do treino planeado original.

Livre-se da linguagem e estratégias inflexíveis. É preciso promover exatamente o tipo oposto de estratégias e mensagens que funcionam para nós e experimentar aquelas que funcionam para os 73%. Isto significa promover uma abordagem flexível para os treinos, sem deveres, obrigações ou números alvo absolutos.

  • Tudo conta. É preciso encorajar os nossos futuros membros a contar toda a atividade física, não importa quão breve ou leve, como contributo para a soma total de exercícios – seja dentro ou fora das quatro paredes do ginásio. Se eles não puderem ir ao ginásio naquele dia, ainda poderão fazer alguma atividade.
  • Pouco é sempre melhor do que nada. Precisamos ajudar as pessoas a entenderem este conceito básico quando se trata de exercícios. Isto inclui encorajar os membros a irem ao ginásio e participar, mesmo que cheguem atrasados ​​à aula, tenham que sair um pouco mais cedo ou apenas fazer sete minutos na sala de musculação em vez dos 30 planeados.É preciso que eles tenham permissão para serem flexíveis.
  • Não use a perda de peso como meta. Precisamos de ajudar os clientes e membros a reduzirem o foco só no seu peso e na atividade física como um meio para o alterar – isto não apenas cultiva o pensamento do tipo “tudo ou nada”, mas cria uma proposta perdedora para eles e para nós.
  • Elimine “no pain no gain” permanentemente. Por último, mas não menos importante, precisamos absolutamente substituir “no pain no gain” por “do what makes you happy”.

 

Acabe com o papel no seu Ginásio! Form Check OnVirtualGym

Inove o seu modo de Reservas! Form Check OnVirtualGym

Otimize a produtividade da sua Equipa! Form Check OnVirtualGym

Simplifique o Acompanhamento Nutricional! Form Check OnVirtualGym

Aumente a Taxa de Retenção! Form Check OnVirtualGym

Form Check OnVirtualGym Acabe com o papel no seu Ginásio!

Form Check OnVirtualGym Inove o seu modo de Reservas!

Form Check OnVirtualGym Otimize a produtividade da sua Equipa!

Form Check OnVirtualGym Simplifique o Acompanhamento Nutricional!

Form Check OnVirtualGym Aumente a Taxa de Retenção!

Form Check OnVirtualGym Acabe com o papel no seu Ginásio!

Form Check OnVirtualGym Inove o seu modo de Reservas!

Form Check OnVirtualGym Otimize a produtividade da sua Equipa!

Form Check OnVirtualGym Simplifique o Acompanhamento Nutricional!

Form Check OnVirtualGym Aumente a Taxa de Retenção!

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *